Diferença entre emprego e profissão

Na coluna de hoje venho aqui falar sobre um assunto delicado para a maioria das pessoas, a carreira. Desde sempre foi um assunto delicado principalmente na hora de escolher uma profissão, uma carreira para seguir o resto da vida e não ter a possibilidade de trabalhar diversos empregos.

Porém existe uma diferença em ter uma profissão e ter um emprego, uma diferença de conhecimento que influência a tal carreira através de um conceito chamado curva de aprendizagem.

O que seria um emprego convencional?

O emprego convencional seria aquele que “qualquer um” consegue executar, mesmo que com dificuldades e não com a mesma qualidade de outros. Isso ocorre por ter uma curva de aprendizagem curta, envolvendo apenas processos simples que em um curto espaço de tempo você pode dominar.

A maioria do mercado de trabalho é formado por este tipo de emprego, que não faz grandes exigências de conhecimento, mas sim de experiência, que reduz ainda mais a tal curva de aprendizagem.

Há empregos que podem virar uma profissão conforme exigências de qualidade e conhecimento.

Por exemplo, qualquer pessoa pode ocupar a função de vendedor passivo, até mesmo um tímido, claro que se sairá pior do que uma pessoa comunicativa naturalmente. Porém a função de vendas pode vir a se tornar uma profissão, seja por temos de qualidade do profissional ou de um conhecimento específico, como um vendedor de jóias ou equipamentos mecânicos, serviços que requerem uma curva de aprendizado maior.

O que seria uma profissão?

A profissão por sua vez é diferente, requer um grau de aprendizagem maior com cursos, graduação e similares. É necessário estudar, dominar processos e teorias para se ter uam profissão e então uma carreira.

Por exemplo, um contador requer um cadastro específico, assim como um médico ou um advogado, são profissões, pois apenas pessoas com conhecimentos e permissões específicas podem executá-las.

Em tempos de crise econômica, pessoas com profissões tendem a se sobressair pois com a alta da taxa de desemprego a concorrência não sofre um aumento brutal e a dispusta fica muito mais pela qualidade dos profissionais.

Já aqueles com um emprego de curva de aprendizagem menor acaba ficando refém de uma competitividade muito maior, inclusive dos profissionais que têm uma profissão e acabaram desempregados. Porém, tais profissionais tem conhecimentos e diplomais e podem se sobressair aos outros deixando a situação ainda mais complicada.

A dica então é que desde cedo você corra atrás de uma profissão, diminuindo as probabilidades de dificuldade no mercado de trabalho, hoje muitas pessoas se formam e fazem cursos, não fique para traz.

Como ter uma profissão?

Como escolher sua profissão

Você deve escolher uma profissão que lhe agrade, alguém que não se dá bem com matemática pro exemplo, não pode escolher uma profissão na área de exatas. Nessa área a maioria das tarefas e processos exigem a convivência com números todos os dias.

Prazer x dinheiro

Por isso você deve ter cuidado para escolher sua profissão tentando obter o equilibrio entre fazer algo que goste e algo que dê retorno, de nada adianta fazer algo que você goste muito, mas que não pague suas contas, por isso a chave é o equilibrio.

Testes vocacionais

Uma das ferramentas que pode ajudar a direcionar você são os famosos testes vocacionais. Um grupo de perguntas que de acordo com as respostas mensura suas afinidades para com cada área de trabalho definindo qual área ou áreas você se daria melhor de acordo com as características que o teste mapeou.

São apenas ferramentas, porém podem dar uma ideia melhor para você, importante para pessoas que nunca se quer pensaram qual tipo de profissão gostariam de seguir ou se dariam melhor deixando o dinheiro de lado.

Se preparando para sua profissão

Depois de ter em mente qual tipo de profissão você deve se preparar estudando bastante para ela com cursos, que te darão uma ideia mais certeira de que você realmente gosta daquela área. Existem três tipos de curso:

Curso Livre

Os cursos livres são cursos de curta duração que normalmente são feitos para aprimorar determinadas habilidades e complementar o currículo. Este tipo de curso existe tanto em educação presencial como em educação a distância, um dos tipos de curso EAD mais difundidos e com reconhecimento no mercado.
Na modalidade online existem cursos online pela fundação Bradesco e também por sites como o cursos 24 horas.

Curso Técnico

Este tipo de curso visa formar profissionais técnicos, tendo uma maior base teórica e pratica, assim como maio duração do que os cursos livres. Ideal para começar em uma carreira, com destaque para cursos do Senai e cursos do Senac, duas das instituições mais reconhecidas pela formação técnica.

Graduação

A famosa faculdade também é uma ótima porta de entrada para uma carreira durante o cursos você pode fazer um estágio tendo assim uma porta para iniciar em determinada área. Hoje em dia o custo de uma faculdade já não é uma grande problema, uma vez que existe o financiamento estudantil como o FIES, programas de bolsas de estudo como PROUNI e Educa Mais Brasil.

Gostou do artigo? Dê essa dica aos seus amigos compartilhando em suas redes sociais!

Leave a Reply