Google e Linkedin, as novas ferramentas do recrutamento. Será o fim do currículo tradicional?

Se começarmos a pensar, ou melhor voltarmos há alguns anos atrás na história do recrutamento, podemos ficar chocados com evolução deste setor.

O que eram pilhas e pilhas de pastas de processos e fichas de inscrição, hoje, quase que se resumem a a duas ferramentas online, Google e Linkedin.

Os recrutadores cada vez mais estão a recorrer as ferramentas online ao invés de grandes buscas em arquivos, enfrentar filas e filas de candidatos, milhares de currículos para avaliar e horas infindáveis de entrevistas. O mais surpreendente é que com estes novos métodos os resultados tem sido muito melhor do que os recursos humanos conseguiam anteriormente. Neste caso, deve encontrar um site para arrumar emprego.

Então você deve começar a se preparar e uma vez mais saber vender a si mesmo, mas desta vez online.

Verifique a sua conta Google e Linkedin e preencha cuidadosamente tudo sobre você. Um ponto importante para tornar o seu perfil mais vendável são as provas sociais tais como realizações, seminários ou eventos de formação que você tenha participado, prémios que tenha recebido, eventos que tenha organizado e principalmente depoimentos e testemunhos do seu valor pessoal e profissional. Este é um ponto muito observado pelos “caça talentos”.

Mas não se assuste porque a maioria das empresas ainda recebem os currículos mas cada vez menos os recebe em formato de papel.

Tente manter o seu currículo o mais simples, curto e objetivo possível. Na maioria dos processos de recrutamento, principalmente os com centenas de candidatos, a média de leitura a um currículo no primeiro trial é de 30 segundos. Por isto ele deve ser breve e os pontos importantes devem estar em negrito.

Sempre que enviar um CV procure sempre enviar uma carta de apresentação não muito longa, a apresentar você, dizendo porque você se acha apropriado para o cargo e como as suas qualificações podem o ajudar no desempenho das funções.

Se você ainda não criou a sua conta Linkedin e Google está na hora. Existem dezenas de artigos que te ajudam como criar um perfil apropriado. Mas não perca muito tempo, pois com a velocidade em que a tecnologia anda, podemos estar perto da extinção do “Curriculum Vitae”.

Leave a Reply